Lead with a smile

Há muitas formas de “liderar com um sorriso”: Por exemplo, quando vamos buscar o cavalo para trabalhar com ele, é aconselhável termos um sorriso no rosto. Para conseguir desenvolver um bom treino, temos que estar “no momento”, contentes de estar onde estamos e deixar as preocupações do dia-a-dia para trás. Se não estamos a sorrir, provavelmente falta uma destas componentes e convêm tentar criar as melhores condições possíveis para o treino, mesmo se isso começa com um aspecto que pode parecer ligeiramente caricato como forçar um sorriso.

sandra1

Também há um sentido mais técnico da expressão “lead with a smile”, que pode ser usado para descrever o “sorriso” que uma corda bamba faz. Vejo muitos cavaleiros a segurar a corda logo abaixo do cabeção, exercendo sempre alguma pressão na cabeça do cavalo. Isso não só é incomodativo para o cavalo (experimente ser levado à mão por alguém que esta constantemente a fazer pressão para que fique ao lado dele) como é uma falta de confiança na obediência do animal. A corda devia ter sempre alguma folga, fazendo o tal sorriso, excepto nas poucas situações onde o cavalo não acompanha exatamente os nossos passos. Se isso não acontece, é uma questão de treino – nosso e deles.

E finalmente há um sentido mais simbólico: gosto de ser o líder dos meus cavalos com um sorriso em vez de com a mão dura e com equipamento para controlo físico do animal. Não há sensações muito melhores do que ter um cavalo a seguir-nos para todo o lado por vontade dele, porque quer estar connosco. Se calhar a única experiência melhor ainda é montar um cavalo sem cabeçada e conseguir fazer tudo o que queremos. Para mim, isso também é liderar com sorriso.

Quem quiser aprender mais sobre cada um desses significados, pode vir ter comigo a Cascais ou Odemira – para umas lições em “Natural Horsemanship“. Nunca gostei muito dessa expressão, e menos ainda da tradução portuguesa “Equitação Natural”. Porque afinal, o que é que tem de natural esta ideia de nos sentarmos às costas de um animal de 500 kg com forte instinto de fuga e queremos ser nós a decidir a direção e a velocidade?

Mas, independentemente do nome que damos à coisa, acredito fielmente em criar uma relação harmoniosa entre cavalo e pessoa e para isso acontecer, temos que aprender a ler e adaptar-nos à linguagem dos cavalos. É afinal disso que se trata quando falamos de “Natural Horsemanship“.

Anúncios

One thought on “Lead with a smile

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s